BNDES divulga mudanças no financiamento do programa Finame


 

Economia - 31/12/2015 - 08:40:56

 

BNDES divulga mudanças no financiamento do programa Finame

 

Da Redação com agências

Foto(s): Divulgação / Arquivo

 

Novas condições de participação do banco entrarão em vigor a partir de janeiro de 2016

Novas condições de participação do banco entrarão em vigor a partir de janeiro de 2016


O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou na última terça-feira (29) novas condições de financiamento do programa Finame, destinado à aquisição de bens de capital, ônibus e caminhões, e do Finame Agrícola, destinado à produção e comercialização de máquinas, implementos agrícolas e bens de informática e automação destinados à produção agropecuária. As novas condições entrarão em vigor a partir de janeiro.

A participação do banco subirá de 70% para 80% do valor do bem para micro, pequenas e médias empresas (MPMEs) e para a aquisição de bens de capital eficientes. Segundo informou o banco, por meio de sua assessoria de imprensa, isso reflete a prioridade dada pela instituição para incentivar o uso de equipamentos mais eficientes em termos de energia. O financiamento será integralmente em Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP), usada pelo BNDES em suas operações. A TJLP foi elevada este mês pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) de 7% ao ano para 7,50% ao ano e vai vigorar no primeiro trimestre de 2016.

Para as grandes empresas, a participação do BNDES nas operações de compra de bens de capital também aumentará, passando de 50% para 70% do valor do bem. O custo será em TJLP. O BNDES esclareceu, entretanto, que para a aquisição de ônibus e caminhões por grandes empresas, o apoio permanecerá em 70% do valor do bem. Já a participação da TJLP na composição do custo subirá de 50% para 70%. Os 30% restantes serão financiados com taxas de mercado.

O BNDES informou, ainda, que as alterações promovidas nas condições do BNDES Finame coincidem com o fim do Programa de Sustentação do Investimento (PSI), que termina em 31 de dezembro deste ano e tinha prazo determinado de vigência.

 



;

Links
Vídeo
Turismo SBC


Últimas Notícias




Câmara aprova decreto de intervenção no Rio de Janeiro


Vereadores petistas querem indenização da prefeitura de São Bernardo


MTST realiza discursos políticos contra reforma da Previdência em São Bernardo


MTST descumpre acordo e faz passeata em São Bernardo


Temer convoca Exército para intervir na segurança do Rio de Janeiro


Justiça manda Corinthians e Odebrecht devolverem R$ 400 milhões para a Caixa