} .materia strong { color: #FFF; }


 

Economia - 25/01/2017 - 17:45:54

 

Chamadas de fixo para celular terão reajuste médio de 1,33%

Chamadas de fixo para celular terão reajuste médio de 1,33%

 

Da Redação com Abr

Foto(s): Divulgação / Arquivo

 

A Vivo poderá aumentar o valor das chamadas em 2,28%, a Oi em 1,67%, a Sercomtel em 1,35%, a Claro em 0,88% e a Algar Telecom em 0,10%

A Vivo poderá aumentar o valor das chamadas em 2,28%, a Oi em 1,67%, a Sercomtel em 1,35%, a Claro em 0,88% e a Algar Telecom em 0,10%


As ligações feitas de telefone fixo para celulares vão ficar mais caras a partir de próxima semana. Hoje (25), a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) autorizou as aperadoras a elevar a tarifa em, em média, 1,33%. Para que os novos valores possam ser aplicados, as prestadoras devem dar ampla publicidade ao reajuste nas localidades de prestação do serviço com antecedência mínima de dois dias.

A Vivo poderá aumentar o valor das chamadas em 2,28%, a Oi em 1,67%, a Sercomtel em 1,35%, a Claro em 0,88% e a Algar Telecom em 0,10%.

 



O valor da tarifa das chamadas de telefone fixo para aparelhos de comunicação por rádio também sofrerá reajuste. Neste caso, segundo a Anatel, a Vivo poderá aumentar o valor das chamadas em 2,28%, a Sercomtel em 1,35% e a Algar Telecom em 0,10% e a Oi em 1,03%. A agência reguladora não estabeleceu reajuste desse tipo de serviço para a Claro.

Os reajustes serão aplicados apenas para as linhas do plano básico da telefonia fixa em chamadas locais ou de longa distância nacional.

De acordo com a Anatel, o último reajuste aplicado ao plano básico de serviço das concessionárias de telefonia fixa para chamadas para telefonia móvel ou truking (comunicação por rádio) foi em 29 de setembro de 2015.

 



;

Links
Vídeo
Turismo SBC


Últimas Notícias



Coreia do Norte faz novo teste com míssil e publica fotos tiradas do espaço


Corinthians vence o Vitória na Arena Fonte Nova em Salvador-BA


Santos derrota o Coritiba na Vila Belmiro


Mistão do Palmeiras perde para a Chapecoense na Arena Condá


Ricardo Saud, da JBS, diz que empresa ajudou a financiar campanhas de 1.829 políticos de 28 partidos


Delator da JBS, Joesley Batista, disse que pagou propina a políticos com doação oficial