Bancos investem em tecnologia móvel para impulsionar financiamento de carro


 

Economia - 28/01/2017 - 19:39:00

 

Bancos investem em tecnologia móvel para impulsionar financiamento de carro

Bancos investem em tecnologia móvel para impulsionar financiamento de carro

 

Da Redação com Abr

Foto(s): Divulgação / Arquivo

 

Impactada pela crise econômica, a venda de carros zero quilômetro em 2016 teve queda superior a 20% na comparação com o ano anterior, pior resultado desde dez anos

Impactada pela crise econômica, a venda de carros zero quilômetro em 2016 teve queda superior a 20% na comparação com o ano anterior, pior resultado desde dez anos


Com a economia em recessão, os bancos estão investindo na tecnologia e na redução das taxas de juros para tentar seduzir os consumidores que querem comprar veículos novos e seminovos.

Impactada pela crise econômica, a venda de carros zero quilômetro em 2016 teve queda superior a 20% na comparação com o ano anterior, pior resultado desde dez anos. Já nas vendas de carros seminovos o resultado não foi negativo e acumulou ligeiro incremento de 0,21% na comparação com 2015.

Na tentativa de reverter esse cenário, esta semana o Banco do Brasil anunciou redução na taxa de juros para o financiamento automotivo para os cliente que fizerem a contratação por meio do aplicativo do banco para celulares. Outra mudança é que os financiamentos para compra de veículos leves com até dois anos de fabricação terão as mesmas taxas praticadas para financiamento de veículos novos.

A expectativa do banco estatal é atingir R$ 1 bilhão nesse tipo de empréstimo até o final do ano. “A gente espera a ampliação do crédito por meio da conveniência que o aplicativo proporciona”, disse o diretor de Empréstimos, Financiamentos e Crédito Imobiliário do BB, Edson Pascoal Cardozo.

“Na nossa visão e os estudos que fizemos, [o aplicativo] ajuda muito porque o cliente tem mais segurança da decisão de compra. Aquele cliente que sai para pesquisar carro e, eventualmente, pensa em financiar, tem na plataforma e com poucos toques a informação de um crédito pré-aprovado para usar", acrescentou.

Segundo o Cardozo, pelo aplicativo, o cliente pode fazer a simulação da quantidade de meses do financiamento e do valor da parcela, por exemplo. “Antes, ele teria que sentar com um agente financeiro e demoraria mais. Em 80% dos casos a resposta já sai na hora. Ele concluiu a proposta e a área responsável já faz o pagamento ao vendedor”, disse.

O Banco Santander também aposta na tecnologia e na praticidade para ampliar o volume de empréstimos para o setor. “A gente trabalhou bastante em relação à experiência do cliente no ponto de venda e chegou a conclusão que poderia usar as ferramentas digitais para melhorar a experiência de compra”, disse o diretor de financiamentos, André Novaes.

No caso do Santander, são as concessionárias e revendas cadastradas que usam a ferramenta. “Se o cliente quer um carro de R$ 30 mil, por exemplo, com pouquíssimos dados fornecidos já é possível fazer uma pré-análise do crédito dele. É possível dar a resposta preenchendo poucos campos. Antes, essa experiência dependida do preenchimento de 106 dados do cliente. Agora, com oito já é possível fazer uma pré-análise”, explicou Novaes.

“É um processo bastante simplificado: o vendedor colhe os documentos do cliente de forma digital”, acrescentou. Segundo o diretor do Santander, antes da compra os consumidores têm muitas dúvidas em relação à disponibilidade ou não de crédito e o uso do aplicativo torna isso mais claro.

“Ele não perde tempo no ponto de venda e o vendedor também não perde tempo. É um diálogo direto com o cliente para ele saber como está o potencial dele para realizar o seu sonho. Antes, o processo era muito burocrático e, de alguma forma, inibia o cliente no momento da compra”, argumentou.

Para o presidente da Associação das Agências de Automóveis do Distrito Federal, Paulo Poli, desburocratizar a liberação do crédito facilita as vendas e é bom para o cliente, para as instituições financeiras e para os revendedores.

“É a modernidade chegando. São novos meios de facilitar a vida de quem está comprando carro e, automaticamente, isso facilita a nossa venda”, destacou Poli. “Tudo que vem para agilizar, tornar o processo mais fácil, mais leve se torna mais um item a mais para a venda.”

 



;

Links
Vídeo
Turismo SBC


Últimas Notícias



MTST faz protesto na capital paulista pedindo negociação sobre terreno ocupado


Em congresso do Partido Comunista, presidente chinês defende reformas econômicas


Mostra de Cinema de SP chega aos 41 anos e exibe 395 filmes


Aneel autoriza reajuste nas contas de luz de consumidores do DF, GO e SP


MPF e MPT recomendam revogação de portaria que muda regras do trabalho escravo


Entrou no ar novo site do Museu da Língua Portuguesa