Governo reduz taxa de juros de empréstimos consignados


 

Economia - 30/03/2017 - 18:15:23

 

Governo reduz taxa de juros de empréstimos consignados

Governo reduz taxa de juros de empréstimos consignados

 

Da Redação com Abr

Foto(s): Divulgação / Arquivo

 

Desde que foi criado, em 2008, esta é a primeira vez que o teto desse tipo de taxa de juros é reduzido para servidores públicos da União

Desde que foi criado, em 2008, esta é a primeira vez que o teto desse tipo de taxa de juros é reduzido para servidores públicos da União


Após quatro cortes consecutivos na taxa básica de juros da economia, o governo federal reduziu os valores máximos dos juros cobrados em empréstimos consignados para servidores públicos federais, aposentados e pensionistas. Desde que foi criado, em 2008, esta é a primeira vez que o teto desse tipo de taxa de juros é reduzido para servidores públicos da União.

De acordo com o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, o valor para os servidores cairá de 34,5% ao ano para 29,8% ao ano. Mensalmente, o teto terá uma redução de 2,5% para 2,2%.

Já os empréstimos feitos por aposentados e pensionistas terão queda de 32% para 28,9% anualmente, e de 2,34% para 2,14% a cada mês. Segundo o governo, o corte vale também para operações feitas por cartão de crédito.

Com as mudanças, a equipe econômica do governo estima que serão cobrados R$ 3,7 bilhões a menos nas operações de crédito de 2017. A previsão considera que será concedido este ano o mesmo número de empréstimos de 2016.

"A redução do teto das taxas de juros permitirá que servidores públicos, aposentados e pensionistas, que tenham dívidas caras, pagando até 15,88% ao mês em cartão de crédito rotativo, substituam esse crédito pelo consignado, passando a pagar bem menos", informou o órgão, por meio de nota.

 



;

Links
Vídeo
Turismo SBC


Últimas Notícias



Cadastur: Mais de 70% dos meios de hospedagem do país estão irregulares


Alex Manente e PT juntos mais uma vez


PT e aliados de Luiz Marinho mostram as garras e assumem a frente da invasão


Lula e Gilberto Carvalho se tornam réus por corrupção passiva


MPF pede manutenção da prisão preventiva de Jacob Barata Filho


MTST ocupa portaria do Ministério da Fazenda em protesto contra ajuste fiscal