Pavilhão Vera Cruz é retomado pela Prefeitura de São Bernardo


 

ABCD - 03/04/2017 - 20:29:08

 

Pavilhão Vera Cruz é retomado pela Prefeitura de São Bernardo

Pavilhão Vera Cruz é retomado pela Prefeitura de São Bernardo

 

Da Redação com agências

Foto(s): Divulgação / Ricardo Cassin / PMSBC

 

Orlando Morando durante visita ao Pavilhão Vera Cruz e ao CAV

Orlando Morando durante visita ao Pavilhão Vera Cruz e ao CAV


Notoriamente famoso por todo o País, a partir dos anos 1950 como a maior referência do Cinema à época, o Pavilhão e Estúdio Vera Cruz – localizado na Avenida Lucas Nogueira Garcéz, nº 860, em São Bernardo - voltou a ser administrado pela Prefeitura e se torna plano da atual administração em voltar a ser centro de filmagens cinematográficas.

O atual governo municipal tornou oficial, na tarde desta segunda-feira (03/04), a retomada de gestão do local, assim como do CAV (Centro Áudio Visual), que estavam sob concessão da empresa Telem S A, em contrato firmado pela antiga gestão, assinado em agosto de 2015, e que ao longo de quase dois anos, expôs inúmeras ingerências, falhas administrativas e descumprimentos contratuais. Com o Pavilhão Vera Cruz, nenhum projeto saiu do papel, contrariando premissa do contrato firmado, que anunciou investimento de R$ 156 milhões para o espaço.

A ação, que marcou a volta do Pavilhão Vera Cruz, foi liderada pelo prefeito Orlando Morando, que acompanhado por demais secretários, fez ampla vistoria pelo local, atualmente em estado de abandono. O chefe do Executivo revelou que um dos planos para o reaproveitamento do espaço é uma parceria com das grandes emissoras do País para resgate do local, como complexo cinematográfico.

“Fizemos todas as ações legais, inclusive, estipulando prazo para que a Telem apresentasse defesa. E hoje, aceitaram a nossa notificação e devolveram o espaço. A administração fará agora um encontro de números, por meio de auditoria, e aquilo que foi devido será cobrado da empresa, considerando que explorou durante um bom tempo todo o espaço e, se deve ao município, terá de pagar. Para o futuro, temos o diálogo com uma grande empresa de TV para uma parceria. No entanto, estamos estudando outras formas. O mais importante era a volta do Pavilhão para a cidade”, pontuou Morando.

Durante a vistoria pelo Pavilhão Vera Cruz, o chefe do Executivo expôs todas as dependências do local, assim como o acervo raro, como figurinos e acessórios utilizados por Amácio Mazzaropi (1912-1981), durante as filmagens de suas principais obras.

De acordo com Morando, todo o material será revisado e ficará sob cuidados da Diretoria de Cultura. O objetivo é conseguir a restauração do material, para preservação histórica.

“Trata-se de história. Merecia ter sido cuidada. Não podemos deixar as coisas abandonas desta forma. Queremos colocar em local adequado. Os quadros, por exemplo, podem ir para a Pinacoteca”, acrescentou Morando.

A atual gestão da Prefeitura de São Bernardo, por meio de decreto, oficializou a rescisão de contrato com a Telem S A, que previa a concessão por 30 anos do Pavilhão Vera Cruz e do CAV. O documento oficial, número 19.954, publicado no dia 31 de março, tornou nulo o contrato firmado com a empresa.

“Com o CAV, vamos fazer um chamamento público e no prazo mais rápido possível, as aulas serão retomadas”, comentou Morando.

O fim de vínculo com a Telem se tornou válido, imediatamente, retornando ao Executivo municipal todos os direitos e privilégios transferidos à Concessionária.  O estacionamento do Pavilhão Vera Cruz, utilizado por alunos da Faculdade de Direito, será agora administrado pelo Rotativo São Bernardo, autarquia municipal, e será cobrado apenas pelo horário utilizado.

Vera Cruz

Vista aérea do Pavilhão Vera Cruz em São Bernardo do Campo

 



;

Links
Vídeo
Turismo SBC


Últimas Notícias



MTST faz protesto na capital paulista pedindo negociação sobre terreno ocupado


Em congresso do Partido Comunista, presidente chinês defende reformas econômicas


Mostra de Cinema de SP chega aos 41 anos e exibe 395 filmes


Aneel autoriza reajuste nas contas de luz de consumidores do DF, GO e SP


MPF e MPT recomendam revogação de portaria que muda regras do trabalho escravo


Entrou no ar novo site do Museu da Língua Portuguesa