E-gov terá 4,5 mil pontos públicos de acesso à Web


 

Informática - 25/11/2004 - 12:52:39

 

E-gov terá 4,5 mil pontos públicos de acesso à Web

E-gov terá 4,5 mil pontos públicos de acesso à Web

 

Da Redação com Abr

Foto(s): Divulgação / Arquivo

 


No primeiro semestre de 2005, o Ministério das Comunicações vai expandir os serviços do Governo Eletrônico - Serviço de Atendimento ao Cidadão (Gesac) de 3,2 mil para 4,5 mil pontos de acesso no País. Apenas no Gesac, a expectativa é chegar ao final de 2006 com 6 mil pontos. A informação foi dada hoje pelo assessor do Ministério das Comunicações (MC), Antonio Albuquerque. Ele fez a palestra Inclusão Digital no Brasil: Governo Eletrônico - Serviço de Atendimento ao Cidadão (Gesac), no segundo dia da 2ª Mostra de Inclusão Digital do governo federal. O evento termina amanhã (24), na Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). De acordo com Albuquerque, o Gesac é um programa que tem o objetivo de dar acesso, além da internet, aos grandes portais e aos serviços do governo eletrônico, também à inclusão digital oferecendo uma série de serviços para a comunidade se desenvolver econômica, cultural e pedagogicamente. "Isso tudo com uma grande preocupação de que a comunidade produza conteúdos, divulgue o seu turismo, discuta com outras comunidades e articule políticas públicas junto à Câmara Legislativa", disse. Albuquerque revelou que o programa permite à comunidade se abrir para o mundo, conhecer e produzir informações, além de interagir com outras comunidades. Ele lembrou que em todos os Estados existem comunidades usando e produzindo conteúdos em cima do Gesac. Ele informou que já estão sendo implantadas as unidades de acesso à internet, os telecentros, previstas no Programa Brasileiro de Inclusão Digital (PBID). Serão mil unidades até junho de 2005. O mesmo acontece com as 6 mil unidades previstas no Plano Plurianual de Investimentos, que serão implantadas até 2007. O assessor da presidência do Instituto Nacional de Tecnologia da Informação (ITI), Alex Camacho Castilho, que representou o presidente da instituição, Sérgio Amadeu, falou sobre a experiência do instituto na atual gestão da prefeitura de São Paulo. Segundo ele, a idéia foi mostrar o trabalho do ITI, de modo que os órgãos federais possam ter a opção de levar a inclusão digital para as áreas carentes do Brasil. "A gente pretende instalar cerca de mil telecentros no Brasil até o final de 2005 nos moldes do Programa Casa Brasil". Os telecentros são espaços com computadores conectados à internet disponíveis gratuitamente para a população carente, que usam sofware livre - programas de computador cujo uso não implica o pagamento de direitos autorais. ;

Links
.
.
Vídeo
Turismo SBC


Últimas Notícias



Prazo para requerer redução de IPTU para aposentados e pensionistas termina na quarta, dia 28


Janot denuncia Temer por crime de corrupção passiva


Como empresários e autônomos devem garantir seu futuro frente às mudanças previdenciárias do país?


Moro condena Palocci a 12 anos de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro


Nicolás Maduro pede 'insurreição popular' caso governo seja afetado


Trabalhadores têm até dia 30 para sacar abono do PIS/Pasep 2015