Politica - 04/09/2006 - 10:17:32

 

Alckmin culpa Lula por demissões da Volks

Alckmin culpa Lula por demissões da Volks

 

Da Redação com agências

Foto(s): Divulgação / Arquivo

 


O candidato à Presidência pelo PSDB, Geraldo Alckmin, voltou a chamar o presidente Luiz Inácio Lula da Silva de "exterminador de empregos" hoje em carreata em Campinas. O tucano ainda disse que a demissão de 1,8 mil trabalhadores da fábrica da Volkswagen em São Bernardo do Campo ocorreu em conseqüência da política econômica de Lula, que teria "inviabilizado a plataforma do carro Fox no Brasil".De acordo com o tucano, o trinômio impostos altos, cambio flutuante e carga tributária faz com que o empresariado não se sinta estimulado a investir. A assessoria do candidato petista foi procurada pela reportagem sobre as críticas, mas não se pronunciou ainda. Um reflexo da política econômica equivocada, segundo Alckmin, é o resultado do PIB divulgado pelo IBGE na semana passada, que ficou em 0,5%. "Já acendeu a luz vermelha. Principalmente porque o crescimento foi pífio em um cenário mundial extremamente favorável. E os investimentos caíram 50%. A agenda do crescimento foi abandonada", afirmou Alckmin. A receita aplicada pelo governo Lula, de acordo com o candidato da oposição, favorece a chegada de produtos chineses, que não possuem uma alta carga de impostos. Como exemplo, ele cita a cidade de Tabatinga, que possui fábricas com grande produção de bichos e que segundo ele, estariam se inviabilizando devido à invasão dos similares chineses. Segurança pública Sobre segurança, Alckmin disse que enfrentará de frente o crime organizado e que levará a frente à proposta de reformular a lei de execução penal e o incentivo às penas alternativas, além da criação de um Ministério de Segurança Pública e a Polícia de Fronteira. São medidas que, segundo ele, serviriam como instrumentos de estancamento das falhas apresentadas pelo atual governo no setor. Como exemplo, ele cita o fato de que antigamente não era necessário pedir autorização judicial para colocar o preso em Regime Disciplinar Diferenciado (RDD). Agora, além de pedir a mudança de regime de prisão, há o prazo de um ano para o confinamento. "Foi a lei Lula que provocou tudo isso", atacou. Alckmin também criticou os programas sociais da administração petista, dizendo que são "uma mentira", projetada nas propagandas políticas de Lula, candidato à reeleição. "O primeiro emprego não existe", disse. Sobre o desempenho fraco nas últimas pesquisas eleitorais, Alckmin diz que acredita em virada e afirmou que, para ir para o segundo turno, precisa abrir de 10 a 15 pontos em São Paulo, sem comentar o desempenho fraco em outros Estados brasileiros. Alckmin, que chegou às 10h no aeroporto de Sorocaba, realizou carreata em Campinas no final da manhã de domingo. Cerca de 400 carros participaram do evento de campanha, que acabou no Parque Taquaral. ;

Links
.
.
Vídeo
Turismo SBC


Últimas Notícias




Karen Porfiro é eleita a Miss São Paulo 2017: "Ganhei o gosto do público"


São Bernardo perde para o Linense em Lins e está próximo do rebaixamento


Palmeiras cede empate ao Audax no Palestra Itália


Santos derrota o Santo André e garante vaga na próxima fase do Paulistão


Lei Parede Limpa elimina pichações em 21 equipamentos públicos de S.Bernardo


Sobreviventes de Hiroshima relatam drama da bomba atômica em peça teatral em SP