} .materia strong { color: #FFF; }


 

Economia - 02/09/2008 - 07:34:30

 

Petrobras está apenas começando no pré-sal, alerta diretor

Petrobras está apenas começando no pré-sal, alerta diretor

 

Da Redação com Reuters

Foto(s): Divulgação / Arquivo

 


O diretor de Exploração e Produção da Petrobras, Guilherme Estrella, afirmou nesta segunda-feira que o processo de exploração do pré-sal pela Petrobras está apenas começando e, apesar de indícios promissores, não há como estimar o volume de reservas que o Brasil pode conter na sua costa e nem se tudo faz parte de um mesmo reservatório.

"Não temos bases para estimar isso", afirmou. "Todo mundo está falando, mas nós que somos da companhia temos dados e informações e sabemos que estamos apenas começando", complementou.

Ele explicou que também não é possível dizer se todo o reservatório do pré-sal está interligado, o que demandaria uma unitização da área e poderia atrasar a produção.

"Legalmente não é possível produzir sem haver unitização (se as áreas estiverem interligadas), mas para saber se tem unitização temos que perfurar mais, e temos dois anos e meio para fazer isso", explicou.

Ele ressalta que uma pequena produção pode ser feita, como está prevista para março de 2009 em Tupi, na bacia de Santos.

Tupi inicia o Teste de Longa Duração em 2009 e o plano piloto em 2010, com produção de 100 mil barris diários de petróleo e 3,5 milhões de m³ diários de gás natural.

Sem querer comentar sobre as várias declarações que estão sendo feitas em torno do pré-sal, Estrella afirmou não temer que a Petrobras perca importância no cenário econômico nacional e garantiu que todos os demais projetos da companhia continuarão a ser tocados normalmente.

"O governo é o acionista controlador da Petrobras e não vai querer prejudicar a companhia. É do maior interesse do governo ter a Petrobras forte", afirmou Estrella na véspera da cerimônia de extração que vai marcar o início da produção da camada pré-sal no País.

Ao ser perguntado sobre as declarações do senador Aluizio Mercadante (PT-SP), que na última sexta-feira disse que a Petrobras quer o fim dos contratos de concessão, Estrella limitou-se a dizer: "Mercadante tem estudado o assunto e está pronto para participar dos encaminhamentos do governo federal".

A discussão sobre a participação da Petrobras na exploração do pré-sal está sendo avaliada junto a outros temas por uma comissão interministerial, que também discute possíveis alterações no modelo de exploração no País.

Atualmente esse modelo está sob o regime de concessão, em que os investidores adquirem as áreas e pagam impostos sobre a produção ao governo.

Segundo Mercadante, por este modelo a Petrobras não teria como explorar todo o pré-sal - que segundo estudos do UBS pode demandar de US$ 600 bilhões a US$ 1 trilhão, valor que a Petrobras considera superestimado.

;

Links
.
.
Vídeo
Turismo SBC


Últimas Notícias



Brasília fica sob ataque de 45 mil manifestantes e diversos ministérios são depredados


Banda Malta lança a nova série de vídeos no YouTube, Spotify e Deezer hoje, dia 24 de maio


Após adiar decisão, CCJ marca nova reunião e exclui da pauta PEC das Diretas


Candidatos têm até hoje para pagar a taxa de inscrição do Enem


Operadoras de telefonia criticam proibição de franquia limitada de banda larga fixa


Nicolás Maduro assina decreto com proposta para eleger Assembleia Constituinte