-->


 

ABCD - 01/12/2018 - 01:22:02

 

Orlando Morando acredita que saída de Auricchio e Maranhão do Consórcio foram pessoais

 

Da Redação .

Foto(s): Divulgação / Arquivo

 

Orlando Morando, prefeito de São Bernardo e presidente do Consórcio Intermunicipal Grande ABC

Orlando Morando, prefeito de São Bernardo e presidente do Consórcio Intermunicipal Grande ABC


A saída do Consórcio Intermunicipal Grande ABC das cidades de São Caetano do Sul e Rio Grande da Serra foram atos de decisão pessoal dos prefeitos Gabriel Maranhão (sem partido) e José Auricchio Junior (PSDB), conforme avaliação do prefeito de São Bernardo e presidente da entidade, Orlando Morando.

“Decisões pessoais, mas me causa estranheza, pois os dois foram presidentes do Consórcio, em um momento que o Consórcio custava muito mais caro para cada município do que custa hoje. Eles presidiram a entidade quando ela custava três vezes mais caro do que custa, mas eu respeito, eles são prefeitos e tem o direito de fazer isso, foram avalizados pelas Câmaras, só precisavam explicar o porquê eles não tiveram medidas saneadoras quando presidiram a entidade, mas é uma decisão que não vejo nenhum problema. São medidas pontuais e cada prefeito tem autonomia para fazer aquilo que entende para a cidade e eles tomaram essa medida e eu respeito”, disse Orlando Morando.

Balanço 2017 (anunciado em dezembro de 2017)

Desde o início de 2018 houve a redução da alíquota de repasses das Prefeituras e o contingenciamento de gasto interno de 0,50% o repasse caiu pela metade, para 0,25%. Em 2018, houve mais uma redução, para 0,17%.

Estudos e pesquisas também passaram pela corte da tesoura.

No caso de São Bernardo o repasse caiu de R$ 11 milhões para R$ 5,5 milhões e a partir de janeiro de 2018 houve queda para R$ 3,5 milhões.

Mesmo com um orçamento mais enxuto, as ações do Consórcio resultaram em:

  • – Inauguração da nova sede em Brasília;

  • – Programa Internacional de Cooperação Urbana, promovido pela União Européia;

  • – Criação do Centro de Gerenciamento de Emergências ABC;

  • – Organização do primeiro Jogos Abertos do Interior a nível regional, com a participação de mais de 180 cidades e 15 mil esportistas;

  • – Monitoramento dos serviços de limpeza e manutenção dos 19 piscinões executados pelo DAEE (Departamento de Águas e Energia Elétrica do Estado);

  • – Apresentação do projeto Museu Virtual, que estará percorrendo escolas a partir do ano que vem;

  • – Descentralização da Farmácia de Alto Custo do Hospital  Mário Covas, que  deverá ser distribuído nos Poupatempos da região pelo Estado;

  • – Anúncio do Cadastro Único das famílias beneficiadas pelos auxílios moradia e aluguel pelo secretário estadual da Habitação, Rodrigo Garcia;

  • – Retomada das discussões sobre a implantação do Pólo Tecnológico do Grande ABC;

  • – Unificação das alíquotas do ISS( Imposto Sobre Serviços);

  • – Assinatura do protocolo de intenções para utilização dos créditos acumulados do ICMS no Estado de São Paulo como fomento à indústria de ferramentaria;

  • – Retomada dos trabalhos da Gamesp;

  • – Renovação dos radiocomunicadores das Guardas Civis Municipais e do Samu. O investimento seria de R$ 20 milhões caso tivesse que trocar os equipamentos analógicos por digitais;

  • – Engajamento da região no Programa Internacional de Cooperação Urbana, da União Européia;

  • – Intercâmbio com a cidade-irmã italiana Turim.

Em outubro, Lauro Michels (PV) deixou oficialmente o Consórcio e, agora, no último dia 28. Maranhão e Auricchio oficializaram a saída por meio de ofício encaminhado para a entidade.

Vale lembrar que Lauro Michels e Maranhão declararam, abertamente, apoio ao então candidato a governador Márcio França (PSB) e, inclusive, Maranhão foi expulso do PSDB por esse motivo.

Auricchio não declarou apoio a Márcio França, mas seu filho, Thiago, que se elegeu deputado estadual nas últimas eleições, pelo PR, esteve ao lado de França.

O que fica no ar é que, em todos os casos, os prefeitos, de alguma forma, estavam ligados ao deputado federal Alex Manente (PPS), que também conseguiu se reeleger e, como é fato notório na região do Grande ABC, Alex é adversário de Orlando Morando (PSDB) e esteve ao lado de Márcio França (PSB) para a elição a governador.

Orlando Morando saiu vencedor nesta disputa ao apoiar João Doria (PSDB) que se elegeu para ser o novo governador do mais importante Estado da federação.

Orlando Morando também elegeu sua esposa, Carla Morando (PSDB) para deputada estadual, o que aumentou a rivalidade, uma vez que Auricchio tinha seu filho Thiago também disputando uma vaga para a Assembleia Legislativa.

Mudanças deverão ocorrer na forma de gestão do Consórcio Intermunicipal Grande ABC, que hoje possui como membros representantes do município de São Paulo e do governo estadual.

;

Links
Vídeo


Últimas Notícias



Ramon Ramos será o presidente da Câmara de São Bernardo no biênio 2019/2020


Atirador de Campinas trabalhou como auxiliar da Promotoria de SP


Atirador mata quatro pessoas na Catedral de Campinas e se suicida


Comissão da Câmara aprova restrição de foro privilegiado a chefes dos três Poderes


Justificativa eleitoral pode ser feita pela internet


Vagas do Mais Médicos são reabertas