-->


 

ABCD - 24/05/2019 - 07:58:17

 

Dep. Alex Manente ajuda na derrota de Sérgio Moro ao faltar na sessão que definiu sobre o Coaf

 

Da Redação .

Foto(s): Reprodução Facebook

 

Alex Manente e Sérgio Moro

Alex Manente e Sérgio Moro


Na quarta-feira, 22, a Câmara registrou às 9:00 horas, a presença do deputado do Cidadania, antigo PPS, Alex Manente que, ao que tudo indica, participou das sessões deliberativas extraordinárias, duas não deliberativas de COMEMORAÇÃO AO ATO DE CLAMOR PELO BRASIL  e de HOMENAGEM AO DIA DO FERROVIÁRIO E AOS (ÀS) EMPREGADOS (AS) DA VALEC ENGENHARIA, CONSTRUÇÕES E FERROVIAS S/A. Na sessão deliberativa extraordinária que teve início à 16:50 horas, que tratou da MP 870/2019 que  que estabeleceria a organização básica dos órgãos da Presidência da República e dos Ministérios, o deputado ainda estava presente no seu início, mas não obtivemos informação do horário que deixou o plenário e, portanto, deixou de votar importantes matérias tanto que ficou registrado nos anais da Câmara que, no Relatório de Votação que teve início às 20:36 horas, não constava mais o nome de Alex Manente entre os votantes.

Seu partido, o Cidadania, orientou seus deputados para votar pela permanência do Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) no Ministério da Justiça, entretanto o voto que ajudaria a sua permanência sob o comando de Sérgio Moro não teve seu voto, pela não presença em plenário. O documento que comprova o ocorrido é da própria Câmara e pode ser comprovado em https://tinyurl.com/votamp870.

Os que votaram pelo retorno do Coaf ao Ministério da Fazenda ou que não estiveram presentes ou se absteram, na realidade deram aval à luta contra à CORRUPÇÃO, pois o instrumento no Ministério da Justiça
Moro lamenta retorno do Coaf ao Ministério da Economia.

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, lamentou ontem, 23, a decisão da Câmara dos Deputados, que aprovou na noite de quarta-feira, 22, - por 228 votos a favor e 210 contrários - a volta do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) para o Ministério da Economia.

Ao analisarem a Medida Provisória da Reforma Administrativa (MP 870/19), os deputados rejeitaram um destaque que queria restaurar o texto original que determinava que o órgão ficaria sob a guarda do Ministério da Justiça e Segurança Pública. Entre os deputados, 210 votaram pela aprovação do destaque e quatro se abstiveram.

“Sobre a decisão da maioria da Câmara de retirar o Coaf do Ministério da Justiça, lamento o ocorrido. Faz parte da democracia perder ou ganhar. Como se ganha ou como se perde também tem relevância. Agradeço aos 210 deputados que apoiaram o MJSP [Ministério da Justiça] e o plano de fortalecimento do Coaf”, disse Moro.

Dos 513 deputados que possuem cadeira na Câmara estiveram presentes somente 443 dos quais 1 invocou o artigo 17, 4 se abstiveram, 210 votaram pela permanência do Coaf com o Ministério da Justiça e 228 votaram à favor de o Coaf ir para o Ministério da Fazenda e perder força no combate à corrupção endêmica que se instalou no país.

Foi encaminhado à assessoria do deputado o seguinte questionamento na quinta-feira, 23:

"Solicitamos posição do deputado Alex Manente com relação a sua presença na sessão ordinária de ontem na Câmara que deliberou a MP 870/2019? Esteve presente na votação dos destaques? Quais? Se não esteve presente qual a razão?"

A resposta da assessoria de Alex Manente foi a que segue:

"Como secretário de Relações Internacionais da Câmara Federal, o deputado Alex Manente representa o parlamento brasileiro e está em missão oficial no ParlAmericas, composto por  35 casas legislativas de Nações Americanas".

Nos próximos dias 29 e 30 de maio, o deputado Alex Manente estará no Canadá para participar da 'Reunião parlamentar no âmbito da Cúpula Global da Parceria para Governo Aberto' da ParlAmericas. A assessoria não tpossuia a informação de quando o deputado Alex Manente irá embarcar para o Canadá.

Deduz-se, portanto, que Alex estava em Brasília no momento da votação, mas ausente para tratar, provavelmente, dos detalhes para a viagem ao Canadá.

O deputado federal do Cidadania, ainda deverá representar o parlamento brasileiro na ParlAmericas no México (18 de junho), no Suriname (8 de agosto) e no Paraguai (30 de outubro).

;

Links
Vídeo


Últimas Notícias



Prefeitura de São Bernardo promove 1ª Feira de emprego para jovens de 16 a 22 anos


Rússia é banida por doping e está fora de Tóquio 2020 e de Mundiais


Receita abre consulta ao 7º lote de restituição do Imposto de Renda


Bumba Meu Boi pode se tornar patrimônio imaterial da humanidade


Bolsonaro pede revogação de medida que excluiu atividades de MEI


STF aprova compartilhamento total de dados financeiros da Receita Federal com o MP sem autorização judicial