-->


 

ABCD - 19/05/2021 - 19:50:08

 

Sancionada lei que denomina a Fábrica de Cultura - Bruno Covas

 

Da Redação com agências

Foto(s): Divulgação / Gabriel Inamine / PMSBC

 

Fabrica de Cultura recebe homenagem e recebe o nome de Fabrica de Cultura - Bruno Covas

Fabrica de Cultura recebe homenagem e recebe o nome de Fabrica de Cultura - Bruno Covas


Em homenagem ao ex-prefeito de São Paulo, falecido no último domingo (16/05), aos 41 anos, em decorrência de câncer, o prefeito de São Bernardo, Orlando Morando, sancionou nesta quarta-feira (19/05) a lei que renomeia a Fábrica de Cultura do município para Fábrica de Cultura – Bruno Covas. A proposta é de autoria do chefe do Executivo e foi aprovada por ampla maioria dos vereadores, na sessão ordinária de hoje.

De acordo com o texto original, o projeto da nova nomenclatura do espaço leva em consideração o trabalho realizado por Covas, ao longo de sua vida pública, em ações para a Cultura e Juventude. A Fábrica de Cultura de São Bernardo, que foi inaugurada em setembro do ano passado, é a 1ª do Estado no modelo 4.0, e se destaca pelo ineditismo em atividades de inovação, tecnologia e modernidade, contando com cursos presenciais e online.

“É uma homenagem ao meu amigo Bruno Covas, que deixou um legado de realizações para a Cultura e aos jovens. Esta Fábrica de Cultura se trata de um símbolo da transformação da cidade e que está sendo fundamental na vida de muitos jovens. Meu agradecimento aos vereadores pela aprovação desta proposta”, destacou Morando. Para a elaboração do projeto de Lei, a Prefeitura de São Bernardo teve a anuência da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo.

O ato também contou com presença da secretária-executiva de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado, Cláudia Pedrozo, que esteve representando o secretário da pasta, Sérgio Sá Leitão, do presidente do Conselho da Organização Social Catavento Cultural, Sérgio de Freitas, além de secretários e vereadores da base aliada.

BIOGRAFIA

Neto do ex-governador de São Paulo Mário Covas (1930-2001), Bruno Covas nasceu em 7 de abril de 1980. Na vida pública, foi eleito em duas oportunidades deputado estadual (2006 e 2010), deputado federal (2014), além de ter sido secretário estadual de Meio Ambiente (entre 2011 e 2014). Em 2016, foi eleito vice-prefeito de São Paulo. Assumiu o cargo de prefeito em 2018, com a renúncia do então prefeito João Doria. Em novembro do ano passado, foi reeleito ao cargo de chefe do Executivo da Capital, exercendo a função até o 2 de maio deste ano, quando se licenciou para tratar da saúde. Faleceu no domingo passado (16/05), aos 41 anos, em decorrência de câncer.

FÁBRICA DE CULTURA TEM OBRAS APROVADAS

Em sentença proferida no último dia 10, o TCE-SP julgou regular o contrato para execução de remanescente de obra do prédio que hoje abriga a Fábrica de Cultura. O prédio havia sido projetado pela gestão do ex-prefeito Luiz Marinho (PT) para a construção do Museu do Trabalho e do Trabalhador, alvo de denúncias de corrupção e que chegou a ser embargado pela Justiça Federal em 2016, por meio da Operação Hefesta.

O relatório do TCE-SP destacou que a licitação das obras da Fábrica de Cultura apresentou “boa competitividade, culminando na seleção da proposta mais vantajosa à Administração”. O certame contou com oito proponentes, sendo cinco habilitados. A vencedora foi a Harus Construções Ltda, que apresentou proposta de R$ 4,5 milhões, valor 20% inferior ao estimado no orçamento da obra. O projeto incluiu ajustes na parte estrutural, execução do estacionamento, serviços de revestimento e pintura, instalação do ar-condicionado, reforma elétrica e hidráulica, além da impermeabilização e revisão do projeto de prevenção a incêndios, exigido pelo Corpo de Bombeiros. Atualmente, o espaço é gerido pela Organização Social Catavento Cultural e Educacional.

;

Links
Vídeo


Últimas Notícias



Até as condições mínimas de trabalho estão em risco na Engenharia


Prefeitura de São Bernardo ultrapassa 500 mil doses aplicadas contra a Covid-19


Promotores de NY acusam a Trump Organization de fraude e crimes fiscais


Diretor do Ministério da Saúde pediu propina de US$ 1 por dose de vacina, diz jornal


Prefeitura de São Bernardo lança programa Viela Pet Parque no Rudge Ramos


Prevaricação? Bolsonaro cometeu no caso Covaxin?