Em decisão liminar, desembargador determina soltura de Milton Ribeiro --> --> -->


 

Politica - 23/06/2022 - 11:55:31

 

Em decisão liminar, desembargador determina soltura de Milton Ribeiro

 

Da Redação com agências

Foto(s): Divulgação / FABIO RODRIGUES POZZEBOM / Abr

 

Milton Ribeiro passou a noite na carceragem da Polícia Federal em São Paulo (Foto: Andressa Anholete/Getty Images)

Milton Ribeiro passou a noite na carceragem da Polícia Federal em São Paulo (Foto: Andressa Anholete/Getty Images)


O desembargador Ney Bello, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, cassou a decisão de prender de forma preventiva o ex-ministro da Educação Milton Ribeiro. A medida tem caráter liminar e também determina a soltura dos pastores Arilton Moura e Gilmar Santos.

Antes, a defesa do ex-ministro Milton Ribeiro havia entrado com um pedido de habeas corpus, mas a demanda foi negada pelo desembargador Morais da Rocha, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região.

Milton Ribeiro foi preso na última quarta-feira (22), durante uma operação da Polícia Federal. O ex-ministro é suspeito de envolvimento de tráfico de influência na Educação, a partir de repasses de verbas a aliados de dois pastores, Arilton Moura e Gilmar Santos, que também estão presos. Os valores eram do FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação) e eram enviados a prefeituras governadas por aliados dos pastores.

Segundo informações da TV Globo, o desembargador Morais da Rocha afirmou que os advogados de Milton Ribeiro não apresentaram “os documentos indispensáveis para demonstrar o alegado constrangimento ilegal”. O pedido não foi sequer analisado pelo magistrado. Mas, com a liminar de Ney Bello, o ex-ministro poderá ser solto.

Por outro lado, Morais da Rocha permitiu, por meio de uma liminar, que a defesa possa acessar os autos do processo. Com as informações, poderia ser feito outro pedido de habeas corpus.

“Nada impede que, de posse dos documentos necessários à instrução do habeas corpus, seja promovida nova impetração, trazendo ao feito com os elementos necessários para o seu conhecimento e apreciação”, explicou o desembargador.

Ribeiro passou a noite na carceragem da Polícia Federal em São Paulo e, hoje, deve passar por audiência de custódia, por meio de videoconferência, às 14h.

Repasse de R$ 50 mil para a esposa

O advogado de Milton Ribeiro, Daniel Bialski, confirmou que a transação de R$ 50 mil feita pelo pastor Arilton Moura para a mulher do ex-ministro foi feita. No entanto, segundo o advogado, a transferência é lícita e se trata da venda de um carro, no valor de R$ 60 mil.


O advogado de Milton Ribeiro, Daniel Bialski, confirmou que a transação de R$ 50 mil feita pelo pastor Arilton Moura para a mulher do ex-ministro foi feita. No entanto, segundo o advogado, a transferência é lícita e se trata da venda de um carro, no valor de R$ 60 mil.

“Não há qualquer tipo de irregularidade ou ilicitude nessa negociação”, disse Daniel Bialksi, em entrevista à GloboNews.

Bialski explicou que o pastor comprou um carro da esposa de Milton Ribeiro para dar a filha. A transação aconteceu em fevereiro desde ano. De acordo com o advogado, há o documento de transferência, que foi assinado e registrado nos órgãos de trânsito.

O valor total do carro era de R$ 60 mil e, por isso, R$ 50 mil foram depositados na conta da esposa do ex-ministro. O advogado afirmou que o valor restante foi repassado de outra forma.

Ao mesmo tempo, Bialski admitiu que ainda não teve acesso aos autos do processo e também não sabe qual foi a motivação da prisão. Segundo a jornalista Andréia Sadi, da TV Globo, a linha de defesa havia sido combinada com aliados de Ribeiro no governo federal.

Milton Ribeiro foi preso na última quarta-feira (22), acusado de envolvimento em um esquema de tráfico de influência no Ministério da Educação. Arilton Moura, pastor que fez a transferência para a esposa do ex-ministro, também foi preso na operação da Polícia Federal.

Ribeiro passou a noite na carceragem da Polícia Federal em São Paulo e, hoje, deve passar por audiência de custódia, por meio de videoconferência, às 14h.


“Não há qualquer tipo de irregularidade ou ilicitude nessa negociação”, disse Daniel Bialksi, em entrevista à GloboNews.

Bialski explicou que o pastor comprou um carro da esposa de Milton Ribeiro para dar a filha. A transação aconteceu em fevereiro desde ano. De acordo com o advogado, há o documento de transferência, que foi assinado e registrado nos órgãos de trânsito.

;

Links
Vídeo


Últimas Notícias



PDT escolhe Ana Paula Matos para ser vice em chapa de Ciro Gomes


Museu promove evento para celebrar aniversário de Santos Dumont


Morre o menestrel do humor Jô Soares aos 84 anos


Rodrigo Garcia escolhe Geninho Zuliani como vice para o governo de SP e define nome para o Senado


André Janones desiste de candidatura presidencial e apoiará Lula


Câmara aprova projeto que extingue saídas temporárias de presos