Anvisa aprova resolução que proíbe venda de termômetro com mercúrio


 

Nacional - 07/03/2017 - 22:47:30

 

Anvisa aprova resolução que proíbe venda de termômetro com mercúrio

Anvisa aprova resolução que proíbe venda de termômetro com mercúrio

 

Da Redação com agências

Foto(s): Divulgação / Arquivo

 

termômetro com mercúrio

termômetro com mercúrio


A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou hoje (7) uma resolução que proíbe a comercialização de termômetros e aparelhos de medir pressão que utilizam mercúrio. A medida vale a partir de 2019. De acordo com a Anvisa, a proposta de proibir o uso desses equipamentos no país faz parte do compromisso do Brasil de banir produtos com mercúrio até 2020.

Os aparelhos têm uma coluna transparente, contendo mercúrio no interior, com a finalidade de aferir valores de temperatura corporal (no caso do termômetro) e pressão arterial (no caso do esfigmomanômetro).

Em junho do ano passado, a agência abriu consulta pública sobre o tema. Na ocasião, a agência destacou o compromisso firmado com a Convenção de Minamata, onde 140 países, incluído o Brasil, se comprometeram com o controle do uso e redução de emissões e liberações do mercúrio para a natureza. A Anvisa destaca que no mercado já existem os termômetros e medidores de pressão digitais, alternativos aos com a coluna de mercúrio.

ANVISA

Termômetros digitais são mais caros

A reportagem entrou em contato com duas redes de farmácias. Uma delas já não comercializa mais o termômetro de mercúrio. Na farmácia que comercializa ambos, o termômetro digital custa quase o dobro daquele feito com coluna de mercúrio. O digital mais barato custa R$ 19,90 e o com mercúrio R$ 10. O aparelho digital, que funciona alimentado por uma bateria, tem a vida útil mais curta que o termômetro feito de mercúrio que, se não sofrer quedas, pode durar, como disse o próprio vendedor ao repórter, “a vida toda”.

Portarias do INMETRO proibiram o uso de termômetros de mercúrio no final de 2011

O Diário Oficial da União (DOU) publicou, no dia 24 de novembro de 2011, duas portarias, de 23 de novembro, do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (INMETRO). A Portaria nº 441 altera a Portaria nº 71, de 28 de abril de 2003, e a Portaria nº 442 altera a Portaria nº 245, de 17 de outubro de 2000, proibindo o uso do mercúrio nos termômetros Tipo I (-10 ºC a 50 ºC) de divisão de 0,5 ºC. 

Diversas ações nacionais e internacionais vêm sendo feitas para diminuir o uso do mercúrio, que traz riscos à saúde e ao meio ambiente, pois é um agente biocumulativo e neurotóxico. A eliminação do uso de mercúrio nos termômetros Tipo I é possível, pois já existem, no mercado brasileiro, líquidos termométricos que substituem o mercúrio na faixa de -10 ºC a 50 ºC.

 



;

Links
Vídeo
Turismo SBC


Últimas Notícias



MTST faz protesto na capital paulista pedindo negociação sobre terreno ocupado


Em congresso do Partido Comunista, presidente chinês defende reformas econômicas


Mostra de Cinema de SP chega aos 41 anos e exibe 395 filmes


Aneel autoriza reajuste nas contas de luz de consumidores do DF, GO e SP


MPF e MPT recomendam revogação de portaria que muda regras do trabalho escravo


Entrou no ar novo site do Museu da Língua Portuguesa