-->


 

Turismo - 01/03/2019 - 17:28:02

 

Turismo interno deve girar R$ 3,5 bilhões no estado do Rio de Janeiro

 

Da Redação com Abr

Foto(s): Divulgação / Arquivo

 

Rio de Janeiro

Rio de Janeiro


O turismo interno será responsável pela movimentação de R$ 3,5 bilhões no estado do Rio de Janeiro durante o carnaval, segundo pesquisa do Instituto Fecomércio RJ de Pesquisas e Análises, divulgada hoje (1º), pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado Rio de Janeiro (Fecomércio RJ). A pesquisa foi realizada no período de 21 a 25 de fevereiro, com 500 consumidores de todo o território fluminense. O tíquete médio será de R$ 1,5 mil por pessoa, durante todo o carnaval.

“É um volume que surpreendeu. Foi bem positivo”, disse o economista-chefe da Fecomércio RJ, João Gomes. Para ele, o Rio de Janeiro começa a demonstrar “uma certa recuperação”. Essa injeção financeira na economia fluminense será dada por 18,2% da população fluminense adulta, representando o deslocamento de 2,3 milhões de moradores dentro do estado.

“Pelo menos na parte do lazer, há uma propensão ao gasto muito forte. A gente pode dizer que nesse primeiro trimestre, avança tudo para que a expectativa continue positiva em relação à economia”, disse Gomes.

Na avaliação do secretário de estado de Turismo do Rio de Janeiro, Otavio Leite, a pesquisa aponta para o reaquecimento da atividade turística no Rio de Janeiro. "A pesquisa revela a importância do carnaval como um período de diversão ou descanso para uma população que circula e consome serviços nesse período. Esse é um fértil movimento que faz girar a roda da economia, gerando renda de forma espalhada, e empregos, mesmo que sazonalmente”, disse o secretário.

;

Links
Vídeo


Últimas Notícias



Prefeitura de São Bernardo promove 1ª Feira de emprego para jovens de 16 a 22 anos


Rússia é banida por doping e está fora de Tóquio 2020 e de Mundiais


Receita abre consulta ao 7º lote de restituição do Imposto de Renda


Bumba Meu Boi pode se tornar patrimônio imaterial da humanidade


Bolsonaro pede revogação de medida que excluiu atividades de MEI


STF aprova compartilhamento total de dados financeiros da Receita Federal com o MP sem autorização judicial