Bolsonaro, novamente ameaça renovação da concessão para Globo --> -->

🦉 São Paulo está de volta e o Corujão também!

ECONOMIA DE ÁGUA



 

Politica - 23/11/2021 - 03:32:36

 

Bolsonaro, novamente ameaça renovação da concessão para Globo

 

Da Redação .

Foto(s): Montagem e Reprodução Facebook

 

Bolsonaro e Rede Globo

Bolsonaro e Rede Globo


Bolsonaro voltou a falar a respeito das possíveis dificuldades para a renovação da concessão da Rede Globo (vence em outubro de 2022).

O presidente fez a insinuação em encontro com apoiadores no "cercadinho" do Palácio do Alvorada na  noite de segunda-feira, 22.

Em tom de clara ameaça, Bolsonaro disse: "A Globo tem encontro comigo ano que vem. Encontro com a verdade".

 "Não vou perseguir ninguém. Tem que estar com as certidões negativas em dia, um montão de coisas aí", complementa o presidente.

 "Igual à parada matinal: tem que estar arrumadinho. Ela e qualquer outra empresa", comparando com a vida militar complementa Bolsonaro.

O atual presidente iniciou com suas ameaças de a Globo do ar ainda em outubro de 2019 em live exibida logo após uma reportagem do "Jornal Nacional" vincular seu nome às investigações do assassinato da vereadora Marielle Franco.

"Temos uma conversa em 2022. Eu tenho que estar morto até lá. Porque o processo de renovação da concessão não vai ser perseguição. Nem pra vocês nem pra TV nem rádio nenhuma. Mas o processo tem que estar enxuto, tem que estar legal. Não vai ter jeitinho pra vocês, nem pra ninguém", disse Bolsonaro em 2019.

Em maio de 2020, apresenta sua irritação com a cobertura jornalística que a Globo estava fazendo durante a pandemia do coronavírus.

Bolsonaro novamente ataca a principal rede de TV do país.

 "Não vou dar dinheiro para vocês. Globo, não tem dinheiro para vocês. Em 2022… Não é ameaça não. Assim como faço para todo mundo, vai ter que estar direitinho a contabilidade, para que você [Globo] possa ter sua concessão renovada. Se não tiver tudo certo, não renovo a de vocês nem a de ninguém", ameaça o presidente.

Bolsonaro insiste, por diversas vezes, que "não é ameaça não". O presidente Bolsonaro vai precisar do Congresso para tirar a concessão de funcionamento da Globo.Conforme a legislação vigente, a decisão pela não-renovação da concessão tem de ser autorizada por dois quintos do Congresso em votação nominal. E, no caso, a Globo poderá, ainda, recorrer na Justiça.

A insinuação serve de alerta para quem gosta de novela da Globo e ainda não decidiu em quem votar.

Isso lembra um caso acontecido no passado recente. Em 24 de janeiro de 2010, o governo venezuelano (governo Chávez) representado pela Comisión Nacional de Telecomunicaciones (Conatel), determinou o encerramento das transmissões do canal internacional e mais cinco canais a cabo da RCTV fundada em 1953.

Naquela época, Hugo Chávez disse que rede RCTV criou "ditadura na mídia". A acusação de Chávez é muito parecida com as acusações de Bolsonaro hoje no Brasil, entretanto, o presidente venezuela foi adiante em suas ameças.  De acordo com o proprietário de canal diz que governo entra em etapa de totalitarismo.

O que dizia Chávez em 2007

"Estamos apenas acabando com a concessão que há mais de meio século foi dada a uma família muito rica", disse Chávez, destacando que à meia-noite de domingo "a Venezuela alcançará a liberdade de expressão porque o país se libertará da ditadura" do meio televisivo.

Hugo Chávez - RCTV

O presidente da Venezuela anunciou em dezembro do ano anterior, depois da reeleição, que não renovaria a concessão da RCTV, prevista para terminar em 27 de maio. Único opositor ao governo na televisão aberta, o canal tem alcance nacional e registra as maiores audiências por suas telenovelas, programas humorísticos e de variedades.

Seria a atitude de Chávez, na Venezuela em 2007, parecida com a de Bolsonaro no Brasil em 2021?

O diretor-geral da RCTV, Marcel Granier disse, em 2007, que "caso se confirme a decisão do governo, a Venezuela entra em uma etapa de totalitarismo, de abuso, de atropelo e de arbitrariedade".

"Passaremos de um regime centralizador e autoritário a um regime totalitário", enfatizou.

O ministro de Telecomunicações, Jesse Chacón, pontuou que a RCTV e a Venevisión concentram 71% da publicidade da televisão venezuelana, que absorve 80% de toda a publicidade do país.

A história parece se repetir no Brasil, de forma cíclica o preseidente barileiro usa o mesmo discurso usado por Chávez, na Venezuela, mas uma diferença continuando a pairar. Na venezuela Chávez representava a esquerda enquanto que no Brasil Bolsonaro é representante da direita (ou extrema direita), porém ambas de forma autoritária por não admitirem qualquer espécie de "parte" contrária (opsição) ao governo de qualquer um deles.

;

Links
Vídeo


Últimas Notícias



Produções do Núcleo de Trabalho e Arte dos Caps de São Bernardo conquistam prêmio cultural


Prefeito Orlando Morando discute obras de mobilidade e habitação com ministro Rogério Marinho


MEC publica edital para adesão das instituições ao Fies de 2022


Nascidos em dezembro têm até o dia 31 para aderir ao saque-aniversário


São Bernardo reforça prevenção ao vírus HIV em campanha do Dezembro Vermelho


Fundo Social de São Bernardo homenageia empresas parceiras com Selo Solidariedade