-->


 

ABCD - 17/07/2019 - 06:29:40

 

Alex Manente não vota a favor dos principais destaques da previdência: policiais, mulheres e professores, dentre outros

 

Da Redação .

Foto(s): Divulgação / Agência Câmara

 

Deputado Alex Manente, Cidadania (ex-PPS e PCB), durante a Comissão Especial da Previdência

Deputado Alex Manente, Cidadania (ex-PPS e PCB), durante a Comissão Especial da Previdência


O deputado Alex Manente, Cidadania (ex-PPS e PCB), não esteve presente na Câmara Federal, em Brasília, na votação dos destaques que alteraram o texto base aprovado, nos dias 11 e 12 de julho.

De acordo com a lista de presença e com base em informações oficiais da Câmara, o deputado estaria em "Missão Autorizada". Entretanto não foi possível obter qualquer informação com relação a esta "Missão Autorizada".

A reportagem tentou contato de todas as formas para obter respostas quanto ao "sumisso" do representante de São Bernardo no legislativo federal, mas obteve êxito.

O gabinete no deputado sequer respondeu aos nossos telefonemas e e-mails.

O setor de imprensa da Câmara retornou a e-mail enviado com os questionamentos:

1) Solicitamos os motivos da liberação da presença no plenário e reunião de comissão (conforme agenda legislativa) nos dias 11 e 12 de julho;

2) Qual seria a Missão Autorizada e quem autorizou;

3) Porque não consta nenhuma informação na página oficial do deputado na Câmara. 

A assessoria de imprensa da Câmara enviou a seguinte nota:

"Informações sobre missões autorizadas, ou missões oficiais, estão disponíveis na área de transparência do Portal da Câmara. Caso se trate de uma missão oficial internacional, as informações devem ser buscadas com a Assessoria de Imprensa da Presidência da Câmara dos Deputados (Tel: 3215-8010/13/70; Email: imprensa.presidenciacamara@gmail.com)"

Em contato com a assessoria da presidência da Câmara, foi-nos informado que deveria ser solicitado resposta no gabinete do deputado e, como já mencionado anteriormente, não retornou aos nossos contatos e questionamentos.

Na Comissão Especial, o deputado tinha votado contra o destaque dos "Policiais" e não votou no plenário por não estar presente, apesar de seu partido, o Cidadania, ter votado em bloco a favor do destaque. Proposta aprovada em primeiro turno retornaria para a idade mínima de 53 anos para homens e 52 anos para mulheres para o policial que cumprir 100% do pedágio sobre o tempo que falta para se aposentar pelas regras atuais. O destaque foi aprovado após acordo entre partidos do governo, do centrão e da oposição, mas para os policiais militares e bombeiros a proposta aprovada em primeiro turno deixam de fora os policiais militares e os bombeiros.

A emenda aglutinativa nº8 (Policiais) contou com apoio também dos partidos de oposição, que já haviam votado para aprovar a alteração na PEC 06/19 na comissão especial. Com isso, o placar de votos favoráveis foi o maior de todas as votações da reforma em plenário.

Pelo Grande ABC, Vicentinho, PT, votou favorável tanto na Comissão Especial como na votação em plenário. O deputado Alex Manente, Cidadania, votou contra os Policiais na Comissão Especial e, em plenário, estava ausente e não votou. Entretanto, o partido de Alex Manente, Cidadania, votou a favor da aprovação do destaque que alterou o texto base aprovado.

O placar de votos favoráveis foi o maior de todas as votações da reforma em plenário. Foram 467 votos a favor e 15 contra e uma abstenção.

O partido NOVO, com oito deputados, votou contra o destaque dos Policiais.

No destaque para as Mulheres, a emenda aglutinativa nº5, do DEM, não contou com apoio dos partidos de oposição (esquerda) como PT, PSOL, PCdoB e Rede, que alteraram o texto base aprovado da PEC 06/19. Com isso, ficaram prejudicados os destaques nº1 e nº74 (sobre valor das pensões), além das emendas aglutinativas nº 6, nº 7 e nº 11 (que também tratavam sobre as regras para as mulheres).

Pelo Grande ABC, Vicentinho, PT, votou contra a emenda aglutinativa, sobre as Mulheres, em plenário. O deputado Alex Manente, Cidadania, estava ausente e não votou na emenda em plenário. Entretanto, o partido de Alex Manente, Cidadania, votou a favor da aprovação do destaque que alterou o texto base aprovado no dia anterior.

O placar de votos favoráveis foi um dos maiores nas votações da reforma em plenário. Foram 344 votos a favor e 132 contra e 15 abstenções.

No caso dos Professores, a proposta aprovada em primeiro turno definiu a idade mínima de aposentadoria reduzida para 55 anos (homens) e 52 anos (mulheres), com cumprimento do pedágio de 100%. Benefício vale para professores federais, da iniciativa privada e dos municípios sem regime próprio de Previdência. O destaque foi aprovado após acordo entre governo e oposição. 

Na página 3 apresentamos as principais mudanças no texto base que irá para o segundo turno de votação somente em agosto, no retorno do recesso dos deputados que se inicia dia 18 de julho.

A reportagem analisou, também, as redes sociais, em busca de indicativos de onde poderia estar o deputado Alex Manente nos dias 11 e 12, mas observou-se que, também, não há qualquer comentário do deputado (não a de sua assessoria que controla suas páginas) até a data do fechamento desta matéria em 16 de julho. Continuamos buscando o paradeiro do deputado Alex Manente e, assim que obtivermos algum indício publicaremos em nossas páginas nas redes sociais.

Cópias do site da Câmara dos Deputados

Votação dos destaques

Emenda nº 8 - Policiais

HPEC da Previdência
HPEC da Previdência

Votação dos destaques

Emenda nº 5 - Mulheres

HPEC da Previdência
HPEC da Previdência

Justificativa para a falta nos Destaques

Documentação apresentada pela Câmara

HPEC da Previdência

.....................

Até 19/07/2019, não recebemos qualquer comunicação do gabinete do deputado Alex manente. Caso ainda tenha interesse em responder aos questionamento as respostas serão publicadas neste espaço.

Encaminhamos o mesmo questionamento como Solicitação de Informação conforme determinado em lei e estamos aguardando o retorno para publicação.

;

Links
Vídeo


Últimas Notícias



Prefeitura de São Bernardo promove 1ª Feira de emprego para jovens de 16 a 22 anos


Rússia é banida por doping e está fora de Tóquio 2020 e de Mundiais


Receita abre consulta ao 7º lote de restituição do Imposto de Renda


Bumba Meu Boi pode se tornar patrimônio imaterial da humanidade


Bolsonaro pede revogação de medida que excluiu atividades de MEI


STF aprova compartilhamento total de dados financeiros da Receita Federal com o MP sem autorização judicial